Apesar de sempre afirmar que procuro meninas, não deixo de ser simpática ou dar atenção aos meus fãs no meu facebook. Mas essa semana apareceu uma carinha que achei interessante. Era cabeludo, magro e gostava de rock, bem parecido com meu fotografo e resolvi tentar. Marquei com ele, mas aproveitei que minha amiga iria conhecer o sub dela e marquei uma encontro com nós 4 para não ter problemas. Fomos encontrar os caras, marcamos em um barzinho na Cobal de Botafogo, lugar familiar, tranquilo e sem a possibilidade de poluição sonora. Chegamos ao local e o sub da minha amiga já estava lá. Ela de cara adorou, mas o meu ”amigo” não tinha chegado. Meia hora depois um cara, fortinho, saradinho apareceu, me cutucou e disse que era o tal menino e se podia sentar. Falei que sim, para ser simpática, mas fiquei puta, pois o cara coloca foto que não é dele e depois acha que só porque é sarado, vai ganhar as meninas. Eu gosto de magrelos, osso, isso me faz ter tesão (fisicamente falando)!!! Depois de duas cervejas eu cara falando apenas dele, tive que trocar de mesa, pois não queria ser indelicada, pois ali nem um bom bate papo teria condições de ocorrer. Para piorar a situação, a Lolo não tava gostando do carinha, pois o cara estava cheio de restrições quanto ao fato de ser sub. O cara se propõe a ser sub, fala que faria de tudo para ser e servir minha amiga e na hora é tudo mentira! Depois ainda querem que a gente leve a sério quando fazem pedidos e querem nos conhecer, pois são todos mentirosos, achando que já estamos ali, vamos sair com eles. Bom, depois de um tempo, ela dispensou o cara também, pois no fim das contas o cara ainda queria impor suas vontades. Homens legais são cada vez mais raros! Legais, interessantes e estilosos menos ainda. Ficamos bebendo e curtindo mais um pouco e sozinhas. Depois de umas bebidas fomos para a casa dela e a maldade já tomou meu coração em relação a ela e eu sozinhas em um ambiente fechado. Mas como somos amigas fiquei meio preocupada com isso. Chegamos e começamos a beber ainda mais e como sou um pouco resistente a bebida, pelo menos se comparado com ela, a Lolo ficou bebinha, dançando pela sala e começou a tirar a roupa. Nisso eu estava sentada e olhando aquela cena e ficando com tesão, pois ela dançava e passava a bunda dela perto do meu rosto. Depois tirou os sapatos e passou os pés na minha perna, me provocando e me deixando com vontade de agarra-la. Mesmo assim fiquei na minha, me controlando até quando ela tirou o sutiã. Ali foi o que eu precisava para partir para cima dela, mesmo assim algo me prendeu, fiquei quieta e esperando ver no que aquilo iria levar. Depois de mais um tempo ela cansou e sentou no meu colo, de frente para mim. Comecei a beijar os seios dela e ela não se importou. Ali fiquei mais um tempo e coloquei minha mão dentro da calcinha dela e a masturbei um pouco, fiquei brincando com aquele belo corpo dela, mas ainda não me senti a vontade com a situação, mesmo porque ela estava mais que tonta e quase dormindo que alguma outra coisa. Deixei ela no sofá, cobri e fui para o banheiro matar meu desejo momentâneo com minhas próprias mãos.

Anúncios