Tags

, ,

Dizem que Paris é cultura e até para uma pessoa safadinha como eu existe algo que possa interessar e colocar no meu blog, misturando fetiches e cultura. Passeando pelo Museu D’Orsey me deparei com uma exposição de Charles-François Jeandel. Ele viveu de 1859 e morreu em 1942. Ele foi um pintor amador francês e fotógrafo erótico conhecido por suas cenas de mulheres em cativeiro.

Charles foi um membro da Société archéologique de Charente (sociedade arqueológica de Charente) viveu sua vida no campo, frequentava regularmente a missa com sua mãe. Ele viveu boa parte de sua vida trabalhando e restaurando capelas romanas locais. Ele também tirou muitas fotografias, seus temas, o cenário local, capelas, sua casa e família. O produto desse trabalho foram executados em cyanotypes (que falta negativos e, portanto, fácil de desenvolver antigamente e eram muito populares na época).

Uma pessoa normal aparentemente, mas depois de vasculharem seus objetos, há um álbum notório com centenas de fotos mostrando mulheres nuas em cativeiro, suspensas, com marcas claras da cana em seus corpos ou com os olhos vendados. Normalmente, apenas uma mulher era caracterizada em cada imagem, raramente dois podem ser vistas ou ligadas uma ao outra. Excepcionalmente, há uma imagem de um homem mascarado em uma mesa. Uma mostra rara de que fetiches e bondages são feitos desde os tempos mais primórdios.

Não há datas, notas, apenas o nome Jeandel escrito no álbum. Um belo mistério. Abaixo algumas fotos o acervo que existe no Museu.

Blog da Menina Alva Blog da Menina Alva Blog da Menina Alva Blog da Menina Alva Blog da Menina Alva

Anúncios